Notícias quentes
Página Principal / Sem categoria / Adotei um cachorro e agora?

Adotei um cachorro e agora?

Você adotou um cachorro? Parabéns! Essa é uma linda atitude. Seja a adoção por impulso, ou até mesmo já esperada, a gente nem precisa falar de quanto é bom adotar.

Mas se você adotou por impulso, não se preocupe. Esse texto vai trazer as informações mais completas para os donos que acabaram de um adotar um pet e procuram um guia para seguir.

Avisamos logo de início que você vai embarcar em novas experiências com o seu pet. Primeiro, tenha muita paciência, e segundo dê a ele todo amor que tiver, e você terá certeza que receberá muito carinho e companhia! Está preparado?

Dicas fundamentais para quem adotou um cachorro!

Preparamos algumas dicas que podem ajudar você no processo de adoção. Não se assuste porque no começo você pode até achar que não dará conta, mas depois que se adaptarem pode ter certeza que nunca mais estará sozinho.

Prepare a sua casa

A primeira coisa quando for levar o pet a sua casa, pense em utensílios que estão a sua vista e podem ser perigosos. Por exemplo, um inseticida. Outro ponto é pensar em objetos que talvez o cão possa querer brincar.

Lembra aquele conjunto de louças que ganhou da sua avó e está na estante? Talvez o cão consiga alcançar, encostar e quebrar. Não que isso vá acontecer, mas é bom pensar em objetos que queira preservar e não deixe a vista, principalmente nas primeiras semanas de adaptação!

Prepare as suas coisas

Depois que preparou a sua casa, cuidando com os utensílios perigosos, e guardando ou protegendo objetos que gosta, é hora de pensar nas coisas do cachorro.

A primeira coisa é na ração. Dependendo do porte do cachorro, a ração vai ser diferente. Vá até uma agropecuária e converse com o vendedor. Ele poderá lhe auxiliar e dar boas dicas.

Não se esqueça de comprar potes para água e comida! E alias muito água sempre! Isso é importante para a saúde do cão. E outra dica é comprar brinquedos para o seu pet se ele ainda não tem. Lembre-se: é preciso entreter os cães.

E por fim, outro item são os tapetes higiênicos se ele mora dentro de casa. Se for filhote, tenha muita paciência e persistência para ensiná-lo a fazer as necessidades ali. Leia este texto aqui que é muito útil a respeito de fazer as necessidades no lugar correto.

Consulta com médico veterinário

Agora que você conseguiu organizar as coisas do pet e também a sua casa, é hora de levá-lo para uma consulta com o veterinário. Até porque nunca sabemos como eles estão ainda mais quando foram adotados!

Isso porque muitos dos pets que vivem nas ruas são contaminados com doenças que podem ser transmitidas para humanos. As mais comuns são: Cinomose, Parvovirose, e parasitas.

Na consulta poderá tirar várias dúvidas, até sobre a ração e outras que tiver. Por isso, não deixe de levar o seu cãozinho ao veterinário.

Comandos de ação e paciência

Feita essas etapas você já pode ensinar o seu pet alguns comandos básicos como: aqui não, senta, lá fora, muito bom. Para saber mais a respeito leia este texto aqui que diz sobre dicas de adestração. 

Escolha do nome

E claro, você escolhe um nome que achar que mais combina com ele. Mais uma dica: cuidado para não dar nomes de familiares ou seus apelidos. Isso pode deixá-los constrangidos. Então, sempre pense nisso!

Duas dicas ajudam: escolher nomes curtos e com consoantes fortes: Por exemplo, Tobe!

Brinque e faça companhia

Você adotou o pet e agora ele é de sua responsabilidade. Dessa forma, é importante você brincar com ele, fazer companhia. Tire alguns minutos do dia para dar atenção a ele. Mesmo que tenha um dia corrido. Você pode ter certeza que ele vai amar!

Claro que você não precisa ficar sempre com ele e não precisa sentir culpa por se ausentar. Mas pode pensar em possibilidades para diminuir a ansiedade do pet quando você está longe.

Que tal investir em comedouros, ossos próprios para cães, brinquedos, ou até mesmo música e TV? Eles simplesmente adoram!

Como já falamos, tenha muita paciência. Ensine o novo membro da família todas às normas da casa e tenham uma convivência harmônica por muitos anos.

Você adotou e fez um lindo gesto pela vida dele e pela sua também! O principal é lembrarmos que os animais que adotamos serão eternamente gratos por terem um novo lar e afeto da sua família.

História de adoção

E a todo o momento podemos sentir o poder da adoção. E até em momentos jamais esperados, como a de um casamento. Leia que história bonita essa de adoção.

No casamento de Marília Pieroni, 28, e Matheus Martins, em 2017, um convidado apareceu de penetra durante a cerimônia: um cachorro!

Ele se deitou na cauda do vestido da noiva e parecia não se incomodar com isso. Mesmo quando os padrinhos o retiraram, ele retornou. A noiva achou muita graça! O final dessa história? O cão abandonado foi adotado pelos recém-casados! Não é mesmo uma linda história de adoção?

Uma adoção que não foi planejada, mas que mexeu com os noivos. Então, nunca e tarde para adotar, não existe um momento certo. Quando sentir este chamado adote!

 

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

Personalidade de um gato: conheça todos os tipos

Ah os gatos. Quem tem um em casa sabe o quanto especiais eles são e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *