Notícias quentes
Página Principal / Adestramento / Como melhorar o ambiente entre gatos e cachorros?

Como melhorar o ambiente entre gatos e cachorros?

Como melhorar o ambiente entre gatos e cachorros?

Imagine esta cena: “Para não começar radicalmente, se adota ou compra um cão. A adaptação entre o novo cachorro e os humanos é um sucesso! Em seguida, os donos acreditam que um irmão será bem-vindo. Desta forma, resolvem adotar outro cão. Mais uma adaptação e depois adotam um gato.” Essa cena lhe parece um pouco familiar não é mesmo? Pois é como se encontra o ambiente entre gatos e cachorros hoje em dia.

Entretanto, tem-se que ser cuidadoso. Nem sempre o convívio com cães e gatos é harmonioso. Alguns passam até o restante de suas vidas em verdadeiro perrengue. Mas há situações em que essa adaptação precisa ocorrer como em um apartamento, por exemplo. E ai? Como é que fica? Algumas dicas de socialização ajudam, mas nem sempre esse processo é fácil e a ajuda de um profissional é importante.

Dicas essenciais

A primeira coisa a ser feita para um bom ambiente entre gatos e cachorros é a apresentação de um para o outro. A família precisa ter muita paciência nessa fase que pode não ser fácil. Principalmente se o pet que habitava a casa era o único. Ele poderá sentir ciúmes do novo parceiro e tentar de alguma forma evitar para que ele não fique no ambiente.

Nas primeiras semanas e até meses é fundamental que os dois juntos fiquem sob a supervisão de alguém. Se por acaso a família vai trabalhar não deixe o cão e gato juntos. Cada um deve ficar em ambientes separados e somente quando a família estiver supervisionando é que se junta os dois. Caso contrário, provavelmente o cão poderá acabar machucando o gato, ou vice-versa.

A areia do gato como também os alimentos dele precisa ficar separada da comida do cachorro. Até pra ele se sentir seguro de fazer as suas necessidade e comer sua ração. E também para o cachorro não acabar comendo a ração do gato.

Nesta situação um recurso interessante pode ser colocar a ração e água do gato em um lugar mais elevado, em que o gato terá acesso mas o cachorro não.

cat-1548174_1280

Os gatos quando chegam à casa da família costumam ficar bem assustados. Por isso, mantenha as portas fechadas para que ele não fuja. Até ele reconhecer o ambiente como a sua casa, isso poderá levar algum tempo.

Para quem morava primeiro na casa a dedicação em alguns casos é ainda maior. Eles se sentem mais solitários e nestes casos, fazer mais carinho e brincar pode ajudar. Pois alguns acreditam que foram substituídos, por isso a brincadeira e o carinho são fundamentais.

Disputa territorial

Nos primeiros momentos pode ocorrer uma disputa territorial. Até eles se adaptarem um com outro, ambos querem se estabelecer como dominantes no território. Neste caso, a supervisão de um dos donos é fundamental para que cão e gato não acabem brigando.

Com o tempo os dois se adaptam e a relação começa a ficar harmoniosa. Muitos cães e gatos se dão super bem e os dois se protegem, mas isso depende.

puppy-656214_1920

Se o tempo passar e você perceber que essa relação harmoniosa está praticamente impossível de acontecer, não se acanhe e procure ajuda. Alguns profissionais trabalham com adestramento e conseguem analisar a personalidade de cada animal, assim contribuem com dicas de adestramento e ajudam melhorar a relação de ambos.

Mas não deixe de adotar outro pet porque já tem um. O companheirismo para ambos é bom principalmente quando a família viaja e eles ficam sozinhos. Boa sorte!

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

5 brincadeiras para fazer com filhote de cachorro

Quem adotou ou comprou um pet pode se preparar que algo que eles gostam muito …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *