Notícias quentes
Página Principal / Cuidados e Saúde / Doenças renais em cachorros e gatos, como lidar?

Doenças renais em cachorros e gatos, como lidar?

As doenças renais em cachorros e gatos podem ser mais comuns do que vocês imaginam. Conforme a idade vai avançando, este problema de saúde vai se tornando mais frequente na saúde dos animais de estimação.

Vocês sabem quais são os sintomas iniciais? Sabendo identificar os sintomas iniciais é possível prevenir para que a doença não avance para um estado crônico. Os problemas renais começam a acontecer nos gatos e cachorros porque os rins tendem a não trabalhar como antes.

Sintomas de problemas renais

Entre os sintomas que a doença possa estar em um estágio mais avançado está a coloração e o odor da urina. Outros sintomas são os seguintes:

  • Vontade de fazer xixi a todo instante;
  • Urina mais clara e costuma ser despejada a toda hora;
  • Sede excessiva, que se manifesta para repor tanto líquido perdido;
  • Vômitos e diarreia;

Por isso, na dúvida é fundamental que o tutor leve o animal para realizar exames de sangue. Estes irão apontar as taxas de ureia e creatinina, que indicarão como está o rim do animal.  Esse problema é ainda mais comum em gato idoso. Isso porque pelo menos 60% dos gatos idosos sofrem com esse tipo de problema de saúde.

É possível evitar?

Os problemas envolvendo as doenças renais em cachorros e gatos estão muito relacionados a fatores genéticos. Ocorre que o dono acaba cuidando da alimentação e mesmo assim  o cachorro ou gato  pode desenvolver o problema. E isso acaba acontecendo principalmente na velhice. O mais importante é que quanto mais cedo for diagnosticado a disfunção, menor a chance de evolução da doença.

Depois de diagnosticado o que acontece?

Assim que o seu cachorro ou gato for diagnosticado com problemas renais, primeiramente ocorre um tratamento com medicamentos via oral para amenizar sintomas como a dor nos bichinhos. Estes medicamentos irão diminuir a perda de de proteína pela urina. Mas você deve consultar um médico veterinário. Jamais compre remédios que você acredite ser melhor pra ele.

Também é possível que seu animal de estimação tenha algumas restrições alimentares, isso vai depender do estágio da doença. Normalmente o médico veterinário recomenda uma ração com nutrição balanceada para este tipo de doença.

Quando a doença está em um nível avançado, o médico veterinário tenta amenizar toda a situação para que o gato ou cachorro não sofra tanto neste estágio final. Por isso, muita atenção a todos os sinais!

 

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

Como viajar com animais de estimação

Para que você saiba mais sobre como viajar com animais de estimação, entenda que esse …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *