Notícias quentes

Adoção de animais cresce no Brasil

A presença de animais de estimação nos lares brasileiros já não é nenhuma novidade. De acordo com a pesquisa feita pelo IBGE em 2015, cerca de 44% dos domicílios têm cães, o que equivale a mais de 52 milhões de animais. E crianças são 45 milhões. Ou seja, os lares brasileiros tem mais animais do que crianças!

E essa tendência vem crescendo, e o que também tem crescido é a adoção desses animais! Muitos tutores tem deixado de comprar animais e apostado na adoção. Essa é uma ação muito bonita, mas antes de adotar lembre-se de preparar o local antes de receber o animal, e repensar se de fato você terá condições, tempo e disposição em cuidar de um gato ou cachorro!

É porque ao mesmo tempo que cresceu a adoção, também cresceu o número de animais abandonados. Infelizmente essa é a realidade aqui no país. E sabemos que essa é uma atitude nada legal. Se for possível adote, porém evite fazer de forma repentina.

É porque enquanto o coração pode estar pronto em dar amor  a um cachorro ou gato, é importante considerar se você tem tempo, espaço e dinheiro suficientes para adicionar um novo membro à sua família, porque cuidar de um animal é um grande compromisso. Saiba mais acompanhando o texto.

Preconceito tem ficado de lado na hora de adotar

As pessoas estão derrubando preconceito e tem adotados os animais SRD [Sem Raça Definida]. Até mesmo pessoas da classe A e B tem preferido adotar do que comprar, mesmo tendo condições financeiras.

Isso mostra que o preconceito está ficando de lado. Basta um olhar em seus rostinhos peludos e a maioria das pessoas já sente um aperto no peito. Há algo sobre cães, gatos e outros companheiros de quatro patas que  proporcionam  presença calmante aos adultos.

Todas as entidades de adoção deixam claro que a decisão de adotar deve ser tomada sem impulsos! É comum algumas pessoas adotarem por impulso. Não que isso não vai dar certo, mas é VÁLIDO reforçar que o animal necessita de cuidados e adaptação.

Lembramos que adotar requer investimento emocional e financeiro, como vacinas, banho e ração. Se você por acaso, está passando por momentos difíceis em relação a área financeira, talvez seja necessário aguardar mais um pouco. Não quer dizer que adotar é caro, mas existem questões como falamos acima que você precisa ter as condições financeiras necessárias em arcar. Se por exemplo, o animal precisar fazer um tratamento ou até mesmo cirurgia? Você terá condições de pagar? Nunca esperamos por isso, mas imprevistos acontecem e animais de estimação também adoecem.

Histórias incríveis de adoção de animais

A adoção certamente é uma atitude consciente e responsável. Sem falar que podemos aprender muito com os pets. É possível adotar animais de estimação quando ainda são filhotes, mas nada impede que você adote um gato ou  cachorro já adulto.

Com muito amor e paciência você pode ensinar muitas coisas, como também aprender tantas coisas. Há inúmeras histórias incríveis de pessoas que aprenderam muito com a adoção.

Deixe de lado o preconceito. Afinal, existem muitos animais em abrigos esperando a oportunidade de estar em um lar. E pelo fato de serem adotado sentem tamanha retribuição. É uma gratidão infinita.

Pois eles reconhecem a sorte que tiveram ao serem adotados. Nada contra quem compra, mas saiba que adotar um animal de estimação está na moda e não vai sair tão cedo!

Dicas aos tutores de primeira viagem

Prepare a casa

Antes de adotar um cachorro ou gato, é importante preparar a sua casa. Esconda itens perigosos, como produtos químicos, fios elétricos e objetos pontiagudos.

Mas também deixe de lado qualquer coisa que possa ser vista pelo novo amigo como um brinquedo. Se deseja evitar que o travesseiro favorito seja mastigado, certifique-se de mantê-los fora do alcance do amigo peludo. Deixe muitos brinquedos mastigáveis aos cães – você não gosta de ficar entediado, e nem os cães !

Previna pulgas, carrapatos e vermes

Isso é especialmente importante. Compre produtos que mantenham as pulgas longe do pet. A visita ao veterinário é recomendada.

Dê ao seu amigo canino muito amor e carinho

Lembre-se, a vida de um cão é muito, muito mais curta que a vida humana comum. Ele passa rapidamente, então seja o melhor amigo do seu filhote e demonstre amor todos os dias!

Aprendendo com eles!

Se tem algo que podemos aprender com os animais de estimação é viver o momento presente. Os animais praticavam a atenção plena muito antes de se tornar popular no setor humano. Embora certamente experimentem medo e trepidação às vezes, qualquer ansiedade é baseada nas circunstâncias do momento.

Eles raramente pensam ou se preocupam com o futuro. Animais de estimação tendem a confiar que suas necessidades serão fornecidas de forma contínua. Embora não se preparar para o futuro não seja tão prático para as pessoas, viver no momento é uma prática útil. Preocupar-se com o futuro  prejudica o momento presente.

Como Mark Twain é citado dizendo :

“Eu passei por algumas coisas terríveis na minha vida, algumas das quais realmente aconteceram.” Seja como seus animais de estimação e aproveite o momento, você pode lidar com o amanhã. . . amanhã!

E mais. Aprendemos com eles a fazer PAUSAS. Os gatos dormem sem apologia de 12 a 16 horas por dia. Talvez seja um pouco demais  a maioria das pessoas, mas quando os gatos estão acordados, eles estão alertas e completamente presentes.

Existe uma sabedoria simples, mas profunda, em obter a quantidade necessária de sono  que você possa ser o melhor durante o dia. Gatos e cachorros ouvem seus corpos e recebem o descanso de que precisam quando precisam.

As pessoas, no entanto, tendem a fazer do sono uma prioridade baixa, dependendo de café ou refrigerantes para fazê-las durante o dia. Infelizmente, esse comportamento não é produtivo e pode até ser perigoso.

E você? Tem algumas história de adoção para nos contar? Deixe seu comentário logo abaixo. Nós vamos gostar de saber a sua opinião.