Notícias quentes
Página Principal / Adestramento / Como alimentar seu gato

Como alimentar seu gato

Adoro Patas Gatos

Os gatos são animais carnívoros. Isso significa que eles precisam de uma fonte de proteína animal para serem saudáveis. Mas não é só isso que você precisa saber sobre como alimentar um gato.

Você também deve definir toda a dieta de seu bichano de acordo com sua idade, seu tamanho e seus hábitos.Vamos observar todos os pontos importantes, portanto, de como alimentar gatos.

O que seu gato deve comer

Talvez o equívoco mais comum no que diz respeito a como alimentar gatos seja o excesso. A obesidade é a doença nutricional mais recorrente, cerca de 60% dos gatos domésticos têm sobrepeso, e ela pode causar diabetes, artrite, doenças do trato urinário e disfunções cardíacas.

O problema é que os gatos de hoje costumam ser mais sedentários do que seus ancestrais e, por isso, suas necessidades nutricionais são inferiores. Em geral, a recomendação é de 24 a 35 calorias por quilo diariamente, para que o gato mantenha um peso saudável. No entanto, isso varia bastante quanto à idade, saúde e tamanho de seu bichano.

Alimentação de Filhotes

Se você tem um filhote, esse é um momento que exige bastante cuidado, já que seus ossos e articulações estão em crescimento. A base da dieta do gatinho deve ser uma ração comercial de alta qualidade, equilibrada e premium ou superpremium.

Os filhotes geralmente começam a mordiscar alimentos sólidos com 3 a 4 semanas de idade. Após 8 semanas, normalmente comem alimentos secos ou umedecidos à vontade. Ofereça alimentos secos umedecidos a partir de 3 a 4 semanas e os disponibilize a todos os momentos durante a fase de desmame, entre 6 e 8 semanas de idade.

Além da ração seca, é bom começar a incluir alimentos úmidos aos filhotes. Isso pode ser conseguido através de ração úmida (enlatada) ou carne cozida. A comida úmida melhora o trato urinário de seu gatinho.

Quando filhotes, em geral, os gatos comem pouca quantidade de comida, mas costumam se alimentar pelo menos 4 vezes ao dia, por isso, é interessante que seu potinho tenha ração durante todo o dia. Ah! E nunca dê ossos cozidos – eles podem se fragmentar e prejudicar o trato intestinal ou mesmo machucar o animal internamente.

Meu gato cresceu e agora é Adulto. Como faço?

A base da dieta de seu bichano adulto ainda deve ser a ração comercial premium ou super premium de alta qualidade. Prefira rações, sempre! Mas caso prefira, é possível variar a alimentação com carne e peixe, frescos ou cozidos. Osso de carne crua também são uma ótima fonte de proteínas.

Gatos idosos exigem mais atenção, pois podem ter problemas de saúde devido à dieta errada. A maioria se beneficia de uma dieta úmida, seja enlatada, fresca ou cozida, de maneira a aumentar a quantidade de líquido que consomem.

Gato ronronando

Qual a frequência ideal das refeições para gatos?

A maioria dos gatos comem suas refeições principais ao amanhecer e ao anoitecer, quando normalmente estariam caçando e capturando presas na natureza. Esses são, portanto, os melhores momentos para alimentá-los.

Os gatos também tendem a comer outras vezes durante o dia, se você deixar a comida no pote, mas eles não são bons juízes sobre o quanto devem comer. Então, a melhor solução e alimentá-los em horários específicos e retirar a comida no restante do dia.

Teste quanto seu gato come a cada refeição e defina se você deve dispor sua ração duas, três ou mesmo quatro vezes ao dia, caso ele ingira pequenas porções.

Quanto aos petiscos, não tem problema oferecê-los ocasionalmente, mas não exagere: eles não podem representar mais do que 5% a 10% das calorias diárias do seu gato.

Por fim, independentementeda idade do seu gato, garanta sempre que ele tenha acesso a água potável.

Alimentos que você não deve dar ao seu gato

Quando falamos sobre como alimentar gatos também é importante ressaltar o que NÃO se deve oferecer ao animal. Evite, portanto:

  • Passas e frutas cristalizadas
  • Uva
  • Chocolate
  • Cebola
  • Café ou produtos cafeinados
  • Massa de pão
  • Abacate
  • Castanhas
  • Sementes
  • Espigas de milho
  • Tomates
  • Cogumelos
  • Leite e outros produtos lácteos – a maioria dos gatos é realmente intolerante à lactose.
  • Ossos cozidos

Além desses, evite oferecer peixe todos os dias da semana. Devem ser apenas uma opção de variedade moderada. Quando o fizer, prefira sardinha, atum ou salmão em conserva, e sempre atente para os ossos/espinhas.

Gato preto

Erros que você pode estar cometendo ao alimentar seu gato

Seu gato não sabe lhe dizer quando não se sente bem com a forma como está sendo alimentado. E às vezes ele aparece doente e você não consegue entender o que está fazendo de errado. Então, confira alguns dos erros mais comuns de alimentação de gatos:

Oferecer apenas alimentos secos

Esse é o erro mais comum de todos. O problema reside na ancestralidade do animal: os felinos do passado viviam no deserto e, por isso, conviviam bem com o racionamento de água. Dessa forma, os bichanos de hoje não bebem água voluntariamente, ao menos não da mesma forma como um cachorro faz, por exemplo.

Essa carência de líquidos acaba produzindo uma urina extremamente concentrada, que provoca problemas do trato urinário. Como resolver? Os gatos são “projetados” para obter sua água por meio da comida. A solução é, portanto, dar-lhes ração úmida, uma comida enlatada composta por cerca de ¾ de água.

Oferecer pouca água

De qualquer forma, ainda que você proporcione ração úmida a seu bichano, ele ainda precisará consumir água para sobreviver. Assim como nós, eles têm a maior parte de seu corpo composto de água e a desidratação pode comprometer gravemente sua saúde e até matá-los.

Assim, os gatos devem ter várias fontes de água potável disponíveis na casa. Observe onde seu gato gosta de ficar e coloque a água dele lá. Além disso, saiba que alguns deles preferem água corrente e outros percebem o cloro na água encanada, por isso, você precisar hidratá-los com água mineral. 

Uma ideia interessante é a utilização de fontes. Ao gerar o movimento de água corrente, como uma “fonte” é gerada uma maior atração no gato incentivando-o a ingerir água. Confira aqui. 

Gato Malhado

Criar deficiências nutricionais

A “onda” de oferecer comida caseira para gatos e cachorros está aumentando na atualidade. No entanto, o que você precisa ter em mente é que caseiro nem sempre significa saudável, e uma dieta feita em casa pode acabar desequilibrada.

Ao fazer comida de gato a partir do zero, você pode não ser capaz de equilibrar os nutrientes. Por exemplo, você pode ofertar muito atum ou fígado, resultando em toxicose de vitamina A, causando dor nos ossos e articulações, ossatura fraca e pele seca. Já uma dieta muito rica em peixe cru pode destruir a vitamina B1, provocando fraqueza muscular, convulsões ou danos cerebrais. Se você optar por carne magra, pode faltar o cálcio obtido para ossos.

Por isso a importância de uma dieta baseada em ração apropriada para gatos, que é totalmente desenvolvida a partir de estudos para uma alimentação balanceada para esse tipo de animal.

Alimentar somente em tigelas

Dentro de nossas casas, buscar a comida é previsível, não leva em conta tempo ou esforço e a caça não é necessária. Isso também ajuda a explicar essa “epidemia” de obesidade felina. Ao oferecer comida em uma tigela, não estamos permitindo que gatos sejam gatos.

Não ser capaz de buscar e capturar uma refeição parece ser estressante para os gatos, cuja vida fica monótona e sem enriquecimento. A solução para essa ansiedade é ativar seu instinto de caçadores. Como?  A primeira sugestão é distribuir a ração em diferentes partes da casa, para que o seu gato possa “caçá-la”.

Outra ideia é incluir em seu dia a dia objetos que associam alimentação a atividade. Por exemplo, você pode adquirir uma bolinha distribuidora de alimentos, que tem um buraquinho onde você coloca ração ou petiscos. Conforme o bichinho vai brincando com a bolinha, o alimento vai caindo.

Quando você ativa seu instinto de caça somente com brinquedos para gatos, sem comida, seu bichano pode acabar frustrado. Por exemplo, quando ele pega uma pena, um tecido, uma bolinha ou a luz de um laser, ele percebe que, na verdade, não caçou nada. Por isso a importância de oferecer uma recompensa durante a brincadeira.

Gato Preto 2

Posicionar o comedouro no lugar errado

Na natureza, é importante para os felinos terem uma visão ampla e clara de seus arredores, para detectar a aproximação de rivais e/ou predadores. Por isso, o local onde você coloca o seu pote de comida determinará o nível de conforto de seu gato no momento da refeição.

Colocar a tigela no canto de um cômodo pode deixá-lo perturbado, já que ele não conseguirá visualizar seu entorno enquanto come. Isso é ainda pior quando há outros animais na casa. Para reduzir a tensão, coloque o prato ao ar livre ou em um ambiente aberto, com visão maior.

Atrapalhar a mastigação

Os gatos mastigam com os dentes de trás, principalmente pedaços maiores de comida. Ao fazer isso, muitas vezes eles parecem contorcer sua cabeça e pescoço. Algumas pessoas interpretam isso como dificuldade de mastigar e temem o seu sufocamento.

Na realidade, seu gato está apenas usando os melhores dentes para o serviço. Não o desencoraje. Essa técnica permite que ele desfrute de diferentes texturas, além de ajudar na limpeza de seus molares.

Ter cuidado com a dieta é essencial para a saúde de seu gato, por isso deve ser uma área de cuidado para todos os donos. Em caso de dúvida sobre como alimentar seu amigo, fale com seu veterinário para obter mais informações.

Sobre Lucas Araujo

Advogado, empresário, adora aprender mais sobre animais e seus comportamentos. Vamos aprender juntos?

Veja também

Banho

O melhor tratamento antipulgas: Guia definitivo para acabar com infestações!

Você já assistiu algum filme que fale dos circos de pulgas de antigamente? Eles até …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *