Notícias quentes
Página Principal / Cuidados e Saúde / Como Funciona A Eutanásia Em Animais? Saiba nesse texto

Como Funciona A Eutanásia Em Animais? Saiba nesse texto

Falar sobre esse assunto pode ser polêmico. Mas não é o objetivo desse texto. Queremos apenas trazer informações relevantes sobre a eutanásia em animais e como funciona aqui no Brasil.

Não podemos também ignorar o assunto. Infelizmente a Eutanásia em Animais é uma decisão delicada, porém, em alguns casos, necessária. E isso implica em uma série de questões. Vamos entender mais a respeito?

A eutanásia nos animais de estimação

Eutanásia Em Animais

A decisão de sacrificar um cão ou gato envolve uma série de dúvidas: como é isso? Ele vai sofrer?  Quanto tempo leva?  Às vezes, cães e gatos sofrem desnecessariamente, devido a doenças ou complicações de saúde da velhice, e seus donos optam por acabar com essa condição. Mas o que os cães sentem antes de morrer?

Quando adotamos ou compramos um animal de estimação é normal que eles acabem partindo antes de nós. Por vezes ficam doentes e acabam morrendo. Mas também ocorre do animal ficar doente e ficar sofrendo muito e com pouca perspectiva de vida. Nessa hora é preciso falar a respeito da eutanásia, principalmente quando o animal já é mais de idade e as condições realistas não são as melhores.

Logo, por mais cruel que seja decidir de certo modo ‘acabar’ com a vida de seu animal de estimação, é preciso também se perguntar se você não está mantendo vivo por puro egoísmo seu. Isso ocorre com muitas animais que ficam por longos períodos doentes e com poucas chances de sobreviver e sofrendo muito, e seus donos acabam deixando de tomar alguma atitude por acreditar que o animal vai se recuperar.

Não estamos aqui para culpar você e afirmar que se o animal está doente e sem perspectiva você deve fazer a eutanásia. Não é isso. Cada caso é um caso.

Vamos dar um exemplo. Um cachorro que ficou doente com aproximadamente cinco anos de vida, fez um cirurgia e passa por recuperação. Você vai esperar para que tudo fique bem, e as circunstancias apontam para isso. Ou até mesmo um cão que teve uma fratura, espera-se ele recuperar.

O animal sofre ao fazer eutanásia?

Eutanásia Em Animais

A eutanásia em animais é um assunto delicado e muitas pessoas condenam. Mas ela é sugerida apenas quando há doenças terminais, que não têm solução ou tratamento.

Principalmente quando a qualidade de vida é baixa, eles não podem ser alimentados adequadamente, têm dor e não podem ser aliviados. Nesses casos indica-se a eutanásia.

Ou seja, quando o animal já está em idade avançada e sua saúde está comprometida. Ou ainda, quando os animais de estimação têm câncer terminal ou inoperável.

Também se indica quando não uma má qualidade de vida devido a um acidente também é causa de eutanásia.

Mas o que quer dizer não viver bem? Segundo especialistas, quando não estão comendo bem, não conseguem parar ou se mexer, começam a ter feridas ou úlcera.

Como funciona?

O médico veterinário que tem experiência vai poder orientar o tutor a respeito da eutanásia. É importante saber que a eutanásia feita com agentes injetáveis SEMPRE, sem exceções, inclui o uso de algum anestésico geral. O anestésico geral usado, tal como acontece nas cirurgias, deixa o cão inconsciente e livre de dor. Sendo assim, os animais não ficam sofrendo ao morrer.

Quem opta em fazer eutanásia em seu animal de estimação é porque o animal já está sofrendo. Ou seja, você não está levando ele para sofrer mais, e assim acabar com essa dor para ele.

Todas as decisões que são tomadas e ações feitas podem ser acompanhas pelos tutores. Eles podem ficar ao lado do animal quando tudo ocorre. Assim, o animal também se sente mais protegido e amparado pelos donos.

O que acontece depois da eutanásia?

Assim que o animal morreu, existem diversas opções, desde cemitérios para animais, a crematórios. Alguns preferem enterrar no próprio pátio da casa. Isso é muito pessoal de cada um.

Relato pessoal sobre eutanásia

Eutanásia Em Animais

Eu acompanhei recentemente a história do cachorro de minha amiga e ele decidiu fazer eutanásia. Ele tinha 17 anos. Desde os 16 anos já estava enfrentando sérios problemas, que foram piorando nos últimos meses. Os donos foram deixando, achando que ele poderia melhorar e sair dessa. Mas então minha amiga chegou à conclusão de que ele não iria melhorar mais. Eram 17 anos, como ele iria ficar bom aos 17 anos enfrentando uma série de problemas?

Foi então que decidiram fazer eutanásia. Foi uma decisão muito difícil. Essa decisão os deixou muito mal. Minha amiga conta que foi difícil marcar o dia que o seu cão iria morrer. E durante aquela semana orou para que ele partisse por sua vontade, para que assim não se sentisse culpada por essa temida decisão.

Mas isso não aconteceu. O tal dia chegou. Um dos mais tristes de sua vida. Eles o levaram para a clínica. Tudo foi muito rápido, porém intenso. Eles acompanharam todos os procedimentos ao lado de seu cão. E assim ele partiu.

Chegar em casa foi doloroso, conforme ela relatou pra mim. Até mesmo os outros cães da casa sentiram. Acompanhar essa história da minha amiga também me fez refletir sobre a situação com o meu gato. Uma coisa é você acompanhar a sua amiga passando por isso, é claro que você se sensibiliza, mas outra coisa é quando ocorre com você. Imagino que não seja uma situação fácil.

Isso porque muitas pessoas julgam se sentindo culpadas por ter ‘matado’ o seu animal de estimação. Se isso já aconteceu com você, não se sinta culpado, você apenas acabou com o sofrimento do animal.

É doloroso, é! Mas seja grato por tudo que este animal de estimação proporcionou a você. Agradeça. E tente não ficar com rancor de não querer mais outro animal de estimação. Claro que cada um é único, mas deixar um novo amor entrar em nossa casa é ótimo.

Este foi apenas um texto de reflexão. Se você passou por isso e sofreu muito, não deixe de procurar ajuda. Sabemos que é um momento muito delicado.

Deixe a sua opinião aqui nos comentários. Você já passou por isso?

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

alergias em cachorro

Tratamento de alergias em cachorro

É muito comum que esses animais sejam afetados por diferentes alergias, desde o ambiente, pelo …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *