Notícias quentes
Página Principal / Sem categoria / Como lidar com a morte de seu animal de estimação

Como lidar com a morte de seu animal de estimação

A morte de um animal de estimação abala totalmente o seu dono. Independente se for um cachorro, gato, ave, é fato que o dono vai sofrer com essa morte, pois tem um carinho enorme pelo seu animal de estimação.

Quem não tinha tanto afeto pelo animal, sentirá. Agora quem criou um afeto maior, vai se sentir mais abalado ainda. Isso porque cada vez mais a população está adotando pets para o seu lar. É quase impossível entrar em uma casa e não ter um cachorro ou gato. E eles logo acabam participando dos momentos da família, tanto de alegria como tristeza. E quando ocorre uma doença, e consequentemente a morte, toda a família acaba lidando com esse luto.

Maior vínculo, mais sofrimento

De acordo com os especialistas é fato que algumas pessoas acabam sofrendo mais que outras pessoas. E isso é de acordo com o vínculo. Isso também não quer dizer que se você não chorar, é porque não gostava do pet. Não é isso. Algumas pessoas conseguem abstrair de uma melhor forma, assim como a morte humana. Algumas até escondem esse sentimento, outras o tornam público.

Já outras pessoas acabam despertando um amor tão profundo pelos animais que ele acaba transcendendo até a realidade. E quando ocorre a morte há um sofrimento maior. A começar pelas crianças. Quantas se identificam com o cachorro como o seu primeiro amigo? Ou até recorrem a ele quando estas se sentem sozinhas? Dessa maneira fica quase impossível não haver luto.

painting-287403_960_720

Luto por acidente, maior culpa

Quando o animal de estimação fica doente já começa um processo natural dos donos e integrantes da família acreditar que logo o animal pode morrer. É um processo natural. Mas quando ocorre o contrário, seja por um acidente, o sentimento costuma ser mais traumático porque algum integrante da família vai acabar se achando culpado e acreditar que poderia ter evitado o acidente. Isso é fato.

Para alguns donos pode até ocorrer o estresse pós-traumático e pensamentos como “eu fiz a coisa certa?”, “eu não salvei meu animal” podem vir com mais frequência, e até uma depressão. Por isso, é importante procurar ajuda quando achar que este sentimento está causando uma tristeza e sofrimento que está abalando outros sentidos da vida.

Duração do luto

Não existem muitos estudos que relacionam a duração de um luto com a morte de um animal de estimação. Mas segundo os especialistas pode ser de 6 meses. E durante esse processo é natural alguns donos de animal não pensarem de forma alguma adotar ou comprar outro animal. Nesse sentido, é preciso respeitar essa opinião. Pode ser que com o tempo ele mude de ideia.

Formas de lidar com esse sentimento

Em vez de raiva e sofrimento é bom pensar nas lembranças e períodos que o animal de estimação conviveu com a família. Para amenizar a dor, você pode até plantar uma árvore no local que foi enterrado, escrever em algum lugar o relato do animal na sua vida, pode ser até em uma rede social, organizar um álbum com fotos dele e quando você se sentir preparada: adote!

 

 

 

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

Personalidade de um gato: conheça todos os tipos

Ah os gatos. Quem tem um em casa sabe o quanto especiais eles são e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *