Notícias quentes
Página Principal / Cuidados e Saúde / Tudo o que você precisa saber sobre suplementos para cachorros

Tudo o que você precisa saber sobre suplementos para cachorros

Tudo o que você precisa saber sobre suplementos para cachorros

 

face-de-cachorro-marrom-lambendo-focinho

 

Em geral, uma alimentação completa, com uma ração de qualidade, deve garantir que seu cachorro tenha uma vida longa e saudável. Porém, assim como as pessoas, nem todos os cães são iguais e, portanto, seus organismos têm necessidades diferentes.

Às vezes, seu amigo pode sofrer de deficiência de algum nutriente, mesmo que você ofereça refeições balanceadas e nutritivas. Ou então, o seu cão pode ter passado por uma doença, uma queda de imunidade ou uma cirurgia, e carece de alguma vitamina, sais minerais ou substâncias importantes para sua recuperação. É nesse cenário que os suplementos para cachorros atuam.

Eles são fontes poderosas de nutrientes, cujo intuito é melhorar a saúde e qualidade de vida de seu amigo. São utilizados como complemento nas refeições.

O mercado apresenta uma ampla gama de suplementos para cachorros, com os mais variados ativos e funções. Confira, a seguir, tudo o que você precisa saber sobre o assunto, incluindo quando e como usar, além dos tipos específicos para cada caso.

 

Quando devo usar suplementos para cachorros?

Antes de mais nada, tenha em mente que a suplementação não é uma simples escolha sua. Apenas o médico veterinário está apto para avaliar a necessidade e indicação, de acordo com as circunstâncias, incluindo raça, porte, alimentação e histórico de saúde.

É muito comum que a suplementação seja indicada para cães atletas ou que fazem muita atividade física, pois precisam de reposição devido à força e energia dispendida, e também para fêmeas gestantes, pois auxiliam na produção de leite, e garantem as vitaminas, sais e outros nutrientes necessários para que os filhotes se desenvolvam com saúde.

Além disso, os veterinários costumam indicar a associação de suplementos principalmente quando seu amigo está com problemas nutricionais e carências de vitaminas ou sais minerais, anêmico ou se recuperando de uma doença, lesão muscular ou óssea, ou procedimento cirúrgico.

Ainda, se você alimenta seu cachorro com comida humana, é bem possível que ele vá precisar de suplementação, já que as rações de qualidade costumam conter os nutrientes básicos para uma nutrição equilibrada dos cães.

Em todos os casos, geralmente as refeições são suplementadas com vitaminas, proteínas, cálcio, sais minerais, entre outros. As vitaminas essenciais para um animal saudável são: A, B1, B2, B3, B4, B5, B6, B12, D, E, H, K e PP. Cada uma delas responde por funções diferentes no organismo.

dois-caes-malhados-brincando-na-grama

 

Tipos de suplementos para cachorros

Ainda que você precise sempre da avaliação de um veterinário, vale a pena conhecer os tipos de suplementos que existem no mercado. São diversas categorias, e cada uma responde por uma necessidade diferente do organismo de seu amigo. Observe:

Suplementos para articulações: especialmente desenvolvidos para os cães de raças grandes, que podem sofrer com problemas nas articulações devido ao peso do corpo sobre as patas.

Além desses, podem ser indicados a cachorros obesos – pelo mesmo motivo de sobrepeso – ou então para animais idosos, que estão com a estrutura óssea enfraquecida, muito magros, ou com musculatura débil.

Também podem ajudar no tratamento de disfunções no quadril e cotovelos. As substâncias ativas mais comuns são metil-sulfonil-metano, glucosamina e sulfato de condroitina.

Suplementos para os pelos: recomendados para cães que apresentam queda de pelos – seja pela fase de troca ou por carência de nutrientes –, ou pelos sem brilho e viço. Também é muito comum que se associem esses suplementos quando o animal está em tratamento – ou já passou pelo tratamento – de alguma alergia de pele. Além disso, são oferecidos a cães de exposição, para garantir uma pelagem sedosa e brilhante. Os suplementos para pelos mais comuns são:

  • Vitamínicos minerais: de origem natural, geralmente contêm vitamina B, complexo de biotina, e minerais como zinco. Além disso, eles têm outras vitaminas e o veterinário escolherá aquele que apresentar as de que seu amigo carece.
  • Ômega 3: ácido graxo proveniente de peixes marinhos, o ômega 3 é o suplemento de pele com efeito visual mais perceptível. Além de recuperar pele e pelo – inclusive reduzindo a sensação de coceira em casos de alergias –, essa substância melhora a saúde de todo o organismo, pois age no controle de inflamações e oxidação, previne a perda muscular, retarda o câncer, protege rins e coração e promove a circulação sanguínea.
  • Ômega 6: mesmo que não seja tão forte e completo quanto o seu “irmão” Ômega 3, esse ácido graxo também atua na saúde da pele dos cachorros.

Suplementos para imunidade: como o próprio nome indica, servem para reforçar o sistema imunológico dos animais. Indicados para cães – e também gatos – que precisam de um reforço nas vitaminas e minerais para lutar contra alguma doença ou disfunção.

Esse tipo de suplementação geralmente apresenta vitaminas C e E em sua fórmula, bem como minerais como o selênio. Esses ativos atuam como antioxidantes, fortalecendo as defesas do corpo.

Essas substâncias costumam ser receitadas pelos veterinários para cachorros com estresse, depressão, ansiedade e outros problemas psicológicos, e para animais em tratamento de doenças graves, como o câncer.

Suplementos para pigmentação: são os mais raros, especialmente aqui no Brasil. Indicados em casos bem restritos, geralmente para animais de exposição que vivem em zonas muito frias, com pouca incidência de sol. Esses cães costumam perder a coloração do focinho e, por isso, tendem a perder pontuação nos concursos.

três-caes-marrons-olhando-para-a-camera

 

Quando você não deve dar suplementos para cachorros

Tudo em excesso pode fazer mal. Essa é uma realidade para cães tanto quanto o é para humanos. Fazer seu amigo ingerir substâncias de que ele não precisa pode desequilibrar o seu organismo, prejudicando sua saúde.

Por isso mesmo, a suplementação só pode ser utilizada sob prescrição de um médico veterinário. Ele é o único profissional capaz de verificar as necessidades de seu cão e, provavelmente, contará com exames de sangue ou de laboratório para fazê-lo.

Achar que você pode associar suplementos à alimentação apenas para deixar o cão mais forte, mais bonito ou com pelo mais viçoso, pode comprometer a saúde de seu bichinho, especialmente seus rins e fígado, que podem ter dificuldade em sintetizar as substâncias ingeridas.

Além disso, não custa lembrar que suplementos para cachorros e gatos são completamente diferentes de suplementos para humanos. NUNCA troque um pelo outro. E saiba que até mesmo os produtos naturais podem ser tóxicos para o seu amigo. Não ofereça nenhum tipo de substância sem orientação do profissional especializado.

Vale lembrar, ainda, que o que funciona para outro cachorro não necessariamente funciona para o seu. Somente o veterinário poderá definir o tipo de suplemento e a dose adequada para cada cão. O uso adaptado da receita alheia pode ser ineficaz ou, pior do que isso, prejudicial.

O tempo de aplicação do suplemento também será informado pelo médico veterinário. Alguns produtos serão usados somente por um tempo, para atender a uma necessidade e/ou carência específica e temporária – como é o caso de gestações, recuperações de doenças e cirurgias, alergias etc. Outros poderão fazer parte da dieta de seu cão por toda a vida, devido a alguma deficiência ou condição que seja para sempre – cães com obesidade e dietas restritivas, por exemplo.

face-de-cachorro-sendo-abracado-por-homem-de-costas

 

Cachorros – bem como gatos e outros pets – costumam ter uma vida saudável e longa, apenas por meio de uma ração de qualidade. Uma alimentação balanceada e completa normalmente garante pelo forte e viçoso, pele hidratada, metabolismo equilibrado e bom funcionamento da visão, sistema nervoso, sistema imunológico e órgãos vitais.

Por isso, em geral, o seu cão não vai precisar de suplementos. Às vezes, a inclusão de enzimas digestivas ou probióticos em sua dieta já resolve, pois, com frequência, o problema está na absorção de nutrientes, que esses produtos ajudam a sanar.

Porém, se o seu amigo precisar de suplemento, não tem problema. Há diversos produtos de qualidade no mercado e, com o auxílio de um veterinário, não haverá risco algum para a saúde a vida do cachorro.

Conhecimento, informação e cuidado garantirão saúde e vida longa ao seu parceiro de aventuras!

Sobre Lucas Araujo

Advogado, empresário, adora aprender mais sobre animais e seus comportamentos. Vamos aprender juntos?

Veja também

Banho

O melhor tratamento antipulgas: Guia definitivo para acabar com infestações!

Você já assistiu algum filme que fale dos circos de pulgas de antigamente? Eles até …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *