Notícias quentes
Página Principal / Adestramento / Você é obcecado por gatos? Isso tem explicação!

Você é obcecado por gatos? Isso tem explicação!

É fácil entender o fato de tantas pessoas adoram gatos. Eles podem ser sim ótimos de interagir, e boa companhia. Para a maioria das pessoas, o afeto resulta em um relacionamento saudável e recompensador com amigos felinos. No entanto, às vezes, ele cruza a linha de obsessão, o que pode ser prejudicial. Até por isso que muitas vezes os gatos e seus devotos humanos são um grupo incompreendido a muitas pessoas.

A rivalidade entre pessoas felinas e pessoas de cachorro é um conto tão antigo muito tempo. É realmente a casa dividida: todos nós compartilhamos a linha comum de amar nossos animais de estimação e apreciar animais adoráveis, mas defenderemos as espécies que preferimos com tudo o que temos.  Na verdade, esse amor é quase sempre acompanhado de admiração, fascínio e prazer em cuidar deles e estar ao  lado. Independente de ser dono de gato ou cachorro, o que queremos fazer é cuidar muito bem deles!

As pessoas donas de gato não escondem os afetos e o quanto amam os amigos felinos. Por isso, que muitas vezes são reconhecidos como sendo obcecados em gatos! Será que é conversa ou existe essa obsessão?

Obsessão por gatos: dos humanos até na internet

Obcecado por gatos

O fato de tratar o gato que nem o seu filho ou  melhor amigo não é tão estúpido ou desajeitado que nem a maioria das pessoas pensa. Com certeza, muitas pessoas, até mesmo amantes de animais, ainda veem os animais sendo inferiores.

Mas é necessário respeito porque são tão superiores aos humanos que, de bom grado, não reconhecem que nossos amigos de quatro patas têm sentimentos e, portanto, devem ser tratados igualmente.

A obsessão em gatos não é algo novo. Milhares de anos atrás, os gatos eram adorados pelos egípcios e, desde então, usamos nossos amigos peludos em tudo, desde a captura de roedores em longas viagens oceânicas até simples companhia. Não é de admirar que os gatos sejam o animal de estimação favorito dos EUA, com 74 milhões vivendo nas casas. Muita coisa não é mesmo?

Hoje, a internet trouxe a obsessão do gato emum novo nível. Famosos felinos que nem o Tardar Sauce, conhecido de“Grumpy Cat”, são conhecidos em todo o mundo, mas são apenas o começo.

Muitas cidades agora sediam festivais de cinema de gatos e os participantes são encorajados a trazer  amigos de quatro patas com eles. Mas a pergunta: por que as pessoas são tão obcecadas nos gatos? Confira abaixo os resultados!

Dedicado ou obcecado?

Obsessão por gatos

O que uma pessoa vê conforme sendo obcecada, outra pode ver o responsável sendo devoto e amoroso. Por exemplo, a pessoa pode gastar milhares de dólares em cuidar de um animal de estimação doente terminal, mas não ser obcecado.

Alguém pode achar o tratamento  perda de tempo, dinheiro e energia e escolher a eutanásia em vez do tratamento, mas ainda assim ser considerado um dono de animal de estimação responsável e compassivo. A obsessão pode ser uma questão de semântica e está no olho de quem vê.

Se suspeitar que você ou um amigo esteja atravessando a linha da devoção à obsessão, faça algumas perguntas a si mesmo. Sua saúde está sofrendo devido a sua devoção ao  animal de estimação?E a qualidade de vida do animal de estimação?

A regra geral é se a sua qualidade de vida do  animal de estimação sofre, então não é apenas  paixão, mas potencialmente  obsessão doentia.

 Como os gatos se domesticaram

Obcecado por gatos

Em comparação com os cães, os gatos domésticos ainda têm muito mais em comum geneticamente com  primos selvagens – algo que o recente mapeamento do genoma do gato  (paywall) destacou. São as diferenças entre gatinhos e gatos selvagens, no entanto, que iluminam muito sobre a história das relações homem-gato.

Sendo assim, com a domesticação os gatos acabaram se rendendo mais ao calor humano e tornando-se super amigos.

A razão pela qual podemos amar afagar essas adoráveis ​​criaturas é a ação rítmica de acariciar o pelo aveludado é boa.  Mas estou convencido de que há mais do que isso.

Acredito que a principal razão pela qual amamos os gatos é devido a habilidade incomum que poucos humanos possuem: eles registram nossa presença tátil de  forma profundamente sentida. Eles realmente sabem como nos deixar entrar! Eles estão ali no momento delicioso recebendo nosso toque.

Deliciando-se em nossa presença física, eles podem começar a ronronar e talvez rolar de costas, expondo sua vulnerabilidade – como se dissesse:

“Eu confio. Dê-me um pouco de amor e me faça sentir bem. ”O presente deles a nós é que eles nos recebem profundamente, sem quaisquer cognições perturbadoras ou memórias perturbadoras de momentos menos salgados, como quando esquecemos de alimentá-los ou limpar sua caixa de areia. Eles deixaram tudo isso ir. Eles estão aqui com a gente agora.

Talvez seja abençoado em ter um parceiro que o recebe de maneira profunda. Que presente em sentir que o parceiro está realmente deixando  entrar! Mas, infelizmente, a maioria de nós humanos tem bloqueios em receber profundamente e livremente.

Talvez conflitos passados ​​ou traumas tenham enlameado as águas. Ou fomos ensinados que dar é mais nobre do que receber e acreditamos que somos egoístas se recebemos desinibida- mente. De qualquer forma, amar é sempre muito bom, desde que respeitamos a opinião dos outros.

 

Sobre Angelica Weise

Jornalista freelancer. Mestranda na UFSM. Escreve sobre os mais diversos assuntos e ama seus pets.

Veja também

coisas que os gatos não gostam

Coisas que você acha que seu gato gosta, mas ele detesta

Gatos são criaturas inteligentes, particulares e às vezes peculiares, e sua natureza peculiar significa que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *